domingo, 15 de setembro de 2013

Imagem do dia

Ficheiro:Green Sea Turtle grazing seagrass.jpg
Tartaruga-verde

Kiribati

  Kiribati é um país no Oceano Pacífico, a nordeste da Austrália, formado por 33 atóis de coral, sendo 20 ilhas habitadas.
  O país vive da pesca e da agricultura. Seus recursos naturais são escassos.
  É um país pequeno, tem apenas 105.000 habitantes de 811km².
  O país sofre com a tuberculose, apesar de ser ajudado pelos EUA, e a expectativa de vida é de cerca de 60 anos.
  Atualmente está risco, pois pode ser engolido pelo mar devido ao derretimento das calotas polares, já que seu ponto mais alto está a apenas 81 metros de altitude. A ideia do presidente é mudar a população para um país próximo, de preferência Fiji, a 2.250km de distância. O governo também estuda construir escoras ou muros no mar, ou até uma ilha artificial. Mas estas opções são muito caras, já que o PIB do país é de apenas 76 milhões de dólares.
  Outros dois países ameaçados são Tuvalu e Samoa. Cientistas especulam que até 2100 o nível de água subirá 25 metros.

Fontes: blogs.diariodonordeste.com.br/cearacientifico/curiosidades/presidente-de-kiribati-estuda-mudar-populacao-para-pais-proximo-caso-mar-engula-territorio/
pt.wikipedia.org/wiki/Kiribati

sexta-feira, 1 de abril de 2011

O único imortal

  Você já pensou em como seria se você fosse imortal? E já se perguntou se existe alguma coisa que é imortal? Pois saiba que existe.
  O nome do animal é Turritopsis nutricula, conhecido como hidrozoário. Esse animal, que tem de 4 à 5 milímetros, tem a capacidade de ir da juventude para a velhice e voltar a juventude. Acreditam que esse ciclo pode a contecer de forma infinita, tornando a Turritopsis nutricula potencialmente imortal. Acredita-se que consegue-se atingir esse feito através do processo de desenvolvimento de células de transdiferenciação, no qual as células se transformam de um tipo para outro.
  Na verdade, rejuvenescer não deveria ser tão difícil. Nossas células carregam o mesmo material genético de todas as células. O nosso DNA tem instruções para produzir colágeno, que mantém a elasticidade da pele. Com cerca de 80 anos, essas instruções não são mais realizadas. O que a Turritopsis faz é voltar a realizar essas instruções mesmo quando velha.
  Provavelmente, a chave para a imortalidade seria fazer o corpo voltar a realizar as instruções do DNA, como, por exemplo, voltar a produzir colágeno.   

domingo, 27 de março de 2011

Freedom Ship

  A cada ano, milhares de pessoas fazem cruzeiros marítimos. Quando acaba, voltam para suas casas em terra firme, algumas um pouco tristes com o fim do cruzeiro. Então, porque não fazer um cruzeiro sem fim. Essa é ideia proposta para o Freedom Ship (Navio da Liberdade). Esse navio na verdade será uma cidade flutuante com residentes permanentes. O navio circundará a Terra a cada dois anos, passando e parando em algumas das principais cidades costeiras do mundo.
  No início, o Freedom Ship será para os ricos. O preço de uma suíte de 28m² será de US$121.000 chegando a US$11 milhões por uma suíte de 474m² no exclusivo 21°, onde os preços começam nos US$3 milhões.
  Nenhum navio de cruzeiro já construído pode se comparar ao Freedom Ship. Ele terá 1.371 metros de comprimento, 228 metros de largura e 106 metros de altura. Ele será mais alto que o comprimento de um campo de futebol e mais largo que dois campos de futebol lado a lado. Abaixo, uma comparação entre o Freedom Ship e o Explorer of the Seas, o maior navio do mundo atualmente:
                         Freedom Ship  -   Explorer of the Seas
Comprimento->1.371m                311m
Largura->         228m                   48m  
Altura->           106m                   61m
Peso->             2,4 milhões de t.   128.820 toneladas 
Passagiros->    40.000 residentes  3.000
                        30.000 vis. diários
                        10.000 hóspedes
Tripulação->    15.000                  2.000
  Para movimentar o Freedom Ship, serão necessários 100 motores que produzem 3.700hp cada. Cada motor custa US$1 milhão. Os residentes pagarão US$11 milhões para adquirir um espaço habitacional.
  O Freedom Ship terá 17.000 unidades residenciais e poderá ter mais de 60.000 pessoas a bordo. Os residentes poderão trabalhar, divertir, morar e viajar sem sair da cidade. Todos os funcionários do navio receberão alimentação, alojamento, uniformes, assistência médica e um programa de educação continuado. O Freedom Ship terá:
-um hospital que custará US$200 milhões.
-pista de aterrissagem de 1.158 metros para aviões particulares e comerciais (de até 40 passageiros) além de  heliportos.
-hangares para aeronaves particulares.
-uma marina para iates dos residentes e outros barcos.
-um dos maiores shoppings centers do mundo.
-escola de nível fundamental, médio e superior.
-campo de golfe.
-trilha para bicicletas.
-200 acres a céu aberto para recreação.
-quadras de tênis, basquete, boliche.
-piscinas.
-academias.
-rinque de patinação.
-pesca na marina do navio.
-restaurnates, bares, boates.
  O recurso mais atraente do Freedom Ship pode ser o fato de não haver impostos locais, incluindo imposto de renda, impostos territorial e predial, impostos sobre vendas e sobre a atividade econômica e taxas de alfândega. Entretanto, os residentes terão de cumprir as leis de impostos federais de seus países de origem.
  Cada lar terá 100 canais mundiais de TV por satélite, além da programação local dos países próximos ao navio. O acesso a internet estará disponível a partir de qualquer parte do navio.
  O Freedom Ship também terá uma patrulha de segurança integral. Os trabalhadores recebrão treinamento de segurança e um sistema de segurança também será instalado.
  Além de tudo isso, o Freedom Ship será ambientalmente responsável. Não haverá esgoto. Todos os sanitários terão incineradores que queimarão todo o esgoto. As cinzas serão colocadas em vasos de flores. O óleo usado será queimado para produzir eletricidade. Todo o vidro, papel e metal será reciclado e vendido. A Freedom Ship International estima que os habitantes produzirão 80% menos lixo do que em uma cidade em terra firme. Segue algumas imagens do navio:
  

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Montevidéu direto com a Pluna

  A compnhia de bandeira uruguaia Pluna solicitou nesta sexta-feira (17/12) quatro frequências entre Belo Horizonte/CNF e Montevidéu/MVD com início em fevereiro do próximo ano. A Pluna opera aeronaves Bombardier CRJ-900 NextGen para 90 passageiros, e oferece conexões imediatas em Montevidéu para diversos destinos da América do Sul facilitando a ligação entre Belo Horizonte e destinos como Buenos Aires, Santiago do Chile entre outros. A ligação, que foi ventilada durante a semana pela então Secretaria de Turismo de Minas Gerais, tem previsão de início para 21/02/2011 e está em fase de aprovação junto à ANAC. Abaixo algumas informações:
Voo: PU601-> Montevidéu-Confins - Terça-Quinta-Sábado-Domingo
Voo: PU602-> Confins-Montevidéu - Terça-Quinta-Sábado-Domingo
Aeronave: Bombardier CRJ-900NextGen.
Fonte: cnfaovivo.blogspot.com

PR-AZR: primeiro ATR72 da Azul

  Como previsto, chegou ontem (16/12) o primeiro ATR72-200 da Azul Linhas Aéreas Brasileiras. A aeronave pousou às 18:48 e em poucos minutos já se encontrava no Terminal de Cargas para o processo de desembarque e recepção da tripulação, diretores e funcionários da Azul.
Fonte: cnfaovivo.blogspot.com

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

PR-AZR: primeiro ATR72 da Azul

  A Azul Linhas Aéreas recebe nesta quinta-feira (16) seu primeiro ATR72. A aeronave, do modelo -200, vai compor a frota da companhia até que sejam entregues as primeiras unidades dos novos ATR72-600 encomendados. o PR-AZR está cumprindo translado na rota Toulouse (TLS)-Lanzarote (ACE)-Ilha do Sal (SID)-Recife (REC)-Confins (CNF), onde deverá pousar às 18:55.
Fonte: cnfaovivo.blogspot.com

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Movimento no aeroporto de Confins

  O pátio de aviação geral encontra-se movimentado. Além do Boeing 727-200F da Total, há também 4 aeronaves em processo de nacionalização - Beech Baron 58, matrícula N214S, Cessna 172S Skyhawk, matrícula N348TA, Robinson R44 II, matrícula N370JM e o Piper PA28, matrícula N216CF.
Fonte: cnfaovivo.blogspot.com

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

TAAG groundea frota de 777

  A companhia aérea angolana TAAG foi forçada a retirar de operação seus três Boeing 777-200ER por falta de manutenção.
  A decisão de graoundear a frota de 777 vem logo após um incidente ocorrido em Lisboa na última segunda-feira, 6 de dezembro, quando o 777 de prefixo D2-TEF operando o voo DT651, Lisboa Luanda teve que retornar instantes após a decolagem em função de fortes vibrações no motor 2. De acordo com a imprensa local, peças metálicas de 5 a 15cm se desprenderam da aeronave caindo sobre carros e causando danos consideráveis.
  O CEO da TAAG Mateus Neto cita "limitações físicas" do aeroporto internacional 4 de Fevereiro como o maior impelício para uma manutenção adequada de uma frota de três 777. "Os Boeing 777 são aeronaves extremamente sofisticadas e nós ainda não temos oficinas adequadamente equipadas". Para fazer a manutenção pesada das suas aeronaves, a TAAG conta com contratos com empresas em países onde opera regularmente: China, África do Sul, Emirados Árabes e Brasil. Apenas a manutenção diária, a chamada line maintenance na base da TAAG em Luanda.
777-200ER da TAAG, prefixo D2-TEE pousando em Guarulhos
 

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Vem aí o Aeroporto do Vale do Aço

  O Estado do Rio de Janeiro ganhará um novo aeroporto. Batizado de "Aeroporto Vale do Aço" estará localizado nos municípios de Volta Redonda e Piraí. Uma área de aproximadamente 1,9 milhões de metros quadrados já está sendo desapropriada para a construção do novo aeroporto.
  O aeroporto deve ficar pronto em novembro de 2011 e terá capacidade para receber voos do porte de um Boeing 737. Os investimentos na obra são estimados em 56,3 milhões de reais.
Fonte: Jetsite.com.br

Boeing trabalha em um 737NG remotorizado

  Influenciada pelo lançamento do Airbus A320NEO, a Boeing "deixou transparecer" que está trabalhando em um novo 737 Next Generation (todas as versões desde o 737-600). Esta nova versão, acomodaria motores de última geração do tipo CFM International Leap-X ou Pratt&Whitney PW1000G, os mesmos que serão utilizados pelo A320NEO.
  A companhia não confirma, mas uma foto divulgada em um documento oficial da Boeing detalha os trabalhos feitos no desenvolvimento de novas tecnologias. A foto mostra um 737 da suposta variante em um túnel de vento.
  O grande desafio da Boeing é a altura das aeronaves em relação ao solo. Os motores Leap-X e PW1000G possuem um diâmetro maior do que os atuais CFM56-7B.
  Visualmente a primeira mudança que chama a atenção é a adição de uma bequilha na parte dianteira da fuselagem (muito parecida com a bequilha do A330 cargueiro) que acomodaria um trem de pouso maior, aumentando a altura da aeronave, podendo usar os novos motores. Outra alternativa com a qual a Boeing aparentemente trabalha é mover os novos motores para frente, praticamente "encaixando-os" diretamente sob a asa. Além de aumentar a distância para o solo a medida possibilitaria a extensão do trem de pouso central em 200mm.
  Ainda não existe uma estimativa concreta da economia de combustível que a nova variante do 737 ofereceria, mas estima-se que esteja na casa dos dois dígitos.

Soluções para a Boeing em relação aos motores
  Colocar as turbinas em cima da asa (apenas algumas aeronaves da Antonov usam esse tipo de motor). Trocar a asa baixa pela asa alta (a asa passa por cima do avião). Colocar as turbinas na parte traseira do avião. Ou fazer o que aparentemente estão fazendo, replanejando os trens de pouso (parte mais díficil no planejamento de um avião)

Fonte: Jetsite.com.br (exceto: soluções para a Boeing em relação aos motores).

Interdição da taxiway Foxtrot

  Iniciou hoje a interdição da taxiway Foxtrot no aeroporto de Confins. A interdição é para reparos no pavimento e recapeamento. A taxiway Foxtrot é uma das duas entradas do pátio principal. A reforma tem previsão para durar 7 dias e deverá trazer alguns transtornos ao aeroporto. A entrada e saída de aeronaves do pátio ficaram restritas a taxiway Echo, e as aeronaves, após o pouso, deveram esperar na taxiway Alfa para autorização de entrada na Echo e no pátio. As operações nos boxes 1 e 2 e na remota 10 deverão ser bem criteriosas para que não tenha jet blast (quando a turbina arremeça alguém ou alguma coisa para longe), objetos na turbina e abalroamento. Nenhuma posição ficará restrita durante as obras. Veja o mapa do pátio do aeroporto, a área em vermalho é a taxiway Foxtrot interditada.
Fonte: cnfaovivo.blogspot.com   

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

TRIP vai voar para Palmas

  A TRIP recebeu autorização da ANAC para iniciar operações na cidade de Palmas, no Tocantins. De acordo com a companhia aérea regional, o novo voo conectará Palmas à Goiânia e Belo Horizonte, está última foi a cidade escolhida como hub estratégico da empresa. A TRIP não anúnciou uma data para iniciar os voos na nova linha.
Fonte: Jetsite.com.br

Asa de A380 da Emirates é danificada em incidente

  A companhia aérea Emirates foi forçada a retirar um dos seus A380 de operação após um incidente com um caminhão de comissária. O incidente ocorreu em Toronto, no Canadá,  às 19:44 (hora local). A aeronave de prefixo A6-EDE se preparava para o voo de retorno a Dubai. De acordo com investigadores do Transport Canada, um caminhão de catering estava encostado no upper deck quando a plataforma elevatória, do tipo tesoura, falhou e o caminhão tombou, batendo na asa do jato. Nenhum passageiros se encontrava a bordo da aeronave na hora do ocorrido. A empresa ainda não comunicou a extensão dos danos.
Foto da hora do acidente em Toronto.
Fonte: Jetsite.com.br

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Lufthansa Cargo voará para Manaus

  A Lufthansa Cargo, divisão de carga da alemã Lufthansa, está expandindo sua malha aérea no Brasil no início do próximo ano e deverá voar de Frankfurt para Manaus a partir de 21 de janeiro de 2011, dependendo apenas da autorização das autoridades dependentes.
  Serão dois voos por semana realizados pelo trijato MD-11F (versão de carga do MD-11), às segundas e sextas-feiras. Os voos incluirão parada no aeroporto de Viracopos, em Campinas. Os voos de volta de Manaus às terças-feiras e aos sábados farão escala em Quito, no Equador, e em Bogotá na Colômbia.

  Na foto, um MD-11F (D-ALCJ) pousando em Viracopos.
Fonte: Jetsite.com.br